Follow by Email

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Ser Professor

Ser professor, é despertar a magia do saber,
abri caminhos da esperança, desvendar o mistério do
calculo da fala e da escrita.

Ser professor, é criar o real desejo do ser. É promover o
saber Universal, é especializar os políticos, médicos, 
cientistas, técnicos, artistas, administradores...

Ser professor, é participar profundamente do 
crescimento social, é trabalhar em mutirão,
lançando as primeiras bases que transformarão
nossas idéias em projetos executados.

Ser professor, é não se dar conta da amplitude de um trabalho,
onde sua missão é mover o mundo através do operário,
ou presidente, que um dia também
passaram por suas sábias mãos.


                        Parabéns pelo teu dia!
                            Com carinho,
                          Adriana Mariott

       E.E.B. José Saturnino de Souza e Oliveira - Pericó - São Joaquim,SC.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

PAZ

       A Paz, desde os primórdios da humanidade não se sabe, se a tão sonhada Paz é uma utopia, ou se faz parte da realidade, o homem sempre sonhou com dias felizes, mas esse sonho nunca foi o suficiente para eliminar o ódio, a ganância, a inveja e o desejo de poder. PODER a verdadeira ambição humana, tanto na Terra como fora Dela. Dê poder a uma pessoa e você conhecerá seu verdadeiro caráter ou a falta dele. A PAX, Romana sempre foi uma luta pelo poder de uma sociedade dominando as demais.Este sonho de Paz sobrevive, passa pela Idade das Trevas, entra nos princípios do capitalismo, se infiltra no socialismo, passa pelo conturbado século XX, sobrevive as duas Grandes Guerras, este mesmo sonho de paz assiste ao fim do comunismo, termina o século XX, entra no século XXI. Enfim a Nova Era, que deveria ser uma era de Paz, de esperanças nas Ciências, de esperança no Homem, no Novo Homem. Mas o homem não mudou muito, não encontrou o caminho da tão sonhada sabedoria que o libertara, não conseguiu perceber, que só há Paz onde existe o AMOR, e isto não é coisa nova, vem de muito tempo, há cerca de dois mil anos um Espírito Poderoso de nome Cristo Mikael de Nebadon, veio a Terra enfrentou o ódio e morreu por esse Amor, mesmo assim pouco se fez pela Paz, a compreensão humana ainda é muito frágil em relação a verdade, o coração do homem é muito ambicioso para assimilar a verdade Universal. Sendo assim enquanto Evoluímos a passos de tartaruga, vamos sonhado com o dia em que a paz vai reinar na Terra. É preciso acreditar, é preciso sonhar com essa Paz, mas esse sonho tem que ser verdadeiro e real...!                                Professor: Rogério Barbosa.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

geografia

Geo é Terra e grafia é escrita, ao pé da letra é a escrita da Terra. Costumo usar em sala de aula como o estudo da Terra, vejo que os alunos compreendem melhor. O estudo de Geografia é legal porque estuda justamente o nosso Planeta, a nossa casa, ou seja, devemos cuidar bem desta morada, pois é a única que temos e nem mesmo em nosso Sistema Solar existe um lugar favorável a vida, o mais parecido é Marte mesmo assim a atmosfera marciana não é boa para o ser humano sem falar que é muito frio, em relação ao Sol a Terra está justamente no único lugar do Sistema Solar onde é possível a vida. Vênus (Estrela d'alva) é muito quente, Marte (planeta vermelho) é muito frio. A pergunta é quem colocou a Terra Justamente no único lugar em relação ao Sol que é possível o desenvolvimento da vida? Não sei, talves seja Deus, ou uma força Universal. O importante é cuidar da natureza e preservar todas as formas de vida presentes na Terra. A única forma depreservar é o conhecimento , o respeito e a sabedoria, desenvolvida em forma de uma ciência Universal com base na busca da verdade, sem medo, sem preconceito, construindo o futuro da raça humana. Bom estudo! Prof. Rogério.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

GEOGRAFIA COM O PROFESSOR RUJA


Este blog têm por objetivo melhorar o ensino aprendizagem de Geografia nas escolas públicas de São Joaquim SC. Sendo assim o ensino será mais prazeroso e com fácil assimilação.